Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Ansiedade

por Elisabeth Mateo, em 16.04.15

castelo de marvao 2.jpg

Existem dois tipos de ansiedade:

1. Ansiedade de traço: Uma pessoa que desde há muito tempo atrás sente ansiedade e já forma parte da sua vida (geralmente estas pessoas tem um caráter característico: Reagem rápido ante as diferentes situações e custa-lhes muito relaxar).

2. Ansiedade de estado: Existe alguma situação, ou conjunto delas, que faz com que a pessoa reaja de forma ansiosa num momento pontual da sua vida. 

Para poder combater a ansiedade primeiro temos de descubrir a causa.

Algumas estratégias para a reverter:

1. Tempo para realizar as tarefas diárias: Ir sempre com pressas, por exemplo: tomar pequeno almoço em pé; fazer várias coisas ao mesmo tempo ou correr pelo metro, faz que o nosso cérebro aumente os níveis de ansiedade porque está constantemente realimentando os sinais que o corpo lhe envia. Quando enfrentamos o dia com ansiedade e pressa, estamos criando um ciclo vicioso que gera mais ansiedade. O primeiro passo para combater a ansiedade concentra-se na redução do nosso ritmo diário.

2. Controlar os movimentos repetitivos: Brincar com objetos que estão ao nosso redor, movimentar constantemente o pé, ir e vir num corridor sem ir a lado nenhum... Esses comportamentos são percebidos pelo nosso cérebro e só cosneguimos aumentar ainda mais a ansiedade. É importante estar atento a eles e aprender a controlá-los conscientemente. 

3. Não deixar tarefas pendentes: Uma coisa que aumenta o nosso estado de ansiedade é saber que temos tarefas pendentes. Em muitas ocasiões vamos adiando tarefas porque não queremos enfrentá-las, mas, no final, percebemos que lá estão e se tornam uma fonte de tensão desnecessária. Se enfrentarmos as tarefas na altura que aparecem de forma calma e consciente vamos conseguir eliminar da nossa vida mais uma causa.

4. Aprender a dizer "não": A ansiedade muitas vezes ocorre porque não conseguirmos dizer "não" e a gente acaba por preencher-se de tarefas, no final nem uma hora livre por dia temos. Aprender a priorizar e identificar as tarefas mais importantes. 

5. Reservar um tempo para nós: Não ter tempo para nós gera frustração, porque muitas das atividades cotidianas realizadas não são do nosso agrado, mas tem de ser. Ao ter tempo para fazer uma actividade da qual realmente gostamos o nosso cérebro vai libertar uma substância química que não só nos faz sentir bem como também nos relaxa. 

6. Relativizar: Mudar a mentalidade perfeicionista e rígida, assim como deixar de se preocupar tanto pelo futuro e viver mais o presente (o aqui e agora). Descontrair e aceitar que a vida é mudança e não conseguimos controlar tudo. 

7. Aprender técnicas de meditação: Falamos no post: Meditar.

 

Castelo de Marvão | Portalegre | Portugal

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:55



Liberta, grita, vai salta

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D