Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Um paradoxo

por Elisabeth Mateo, em 21.04.15

DSCF4010.JPG

 Meu grande objetivo VS Nível emocional: Sinto que não mereço ou que não sou capaz.

 

As emoções negativas tem mais peso nestes casos, pelo que temos de começar a pensar:

"Eu já sou feliz! Quero atingir o meu objetivo para melhorar"

Se deixarmos ir os sentimentos de urgência, obsessão pelo objetivo, vamos renunciar à desconfiança.

 

Estratégias:

1. Reconhecer a própria capacidade de criar a nossa própria felicidade, aconteça o que acontecer.

2. Valorizar quem somos e o que já temos.

3. Confiar na vida, ter fé.

4. Mudar a nossa motivação de urgência e ansiedade por uma pura e genuina.

5. Sentirmo-nos merecedores. Acreditar.

6. Paciência, tudo na vida tem o seu ritmo e o seu momento.

 

Conclusão:

Se escolhermos ser felizes hoje, nem que ainda não tenhamos conseguido o nosso obejtivo, vamos estar mais perto dele.

Podemos conseguir tudo aquilo que nos propormos sempre que saibamos que não o precisamos para ser felizes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:59



Liberta, grita, vai salta

Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D